Skip to content

Dos rude boys aos skins

novembro 1, 2008

Para quem lembra de Rock Steady somente ao escutar o No Doubt, o estilo é jamaicano dos anos 60, tem raízes no reggae e ska. Falei do No Doubt porque no início, os integrantes da banda tinham um estilo meio “rude boys” e cantarolavam “rock steady vibe” para todo o lado. Quem viu o clipe Spiderwebs sabe que tem uma influência ska ali no meio. Claro que estou falando da massificação rock steady e ska ( e até mesmo a influência skin que rondava o figurino da Gwen, quem não lembra dos coturnos flamejantes e suspensórios?) . A temática do verdadeiro rock steady tem uma preocupação com a política. O rock steady foi um precursor do reggae em relação ao protesto social. Os rude boys faziam parte da camada popular na Jamaica. Com a independência da Jamaica, muitos rude boys imigraram para a Inglaterra influenciando e sendo influenciados pelos skinheads.
É importante elucidar o termo skinhead, pois muitos acham que todos os skinheads são racistas white power. Pois o skinhead sharp (skinheads against racial prejudice ou em português, skinheads contra o preconceito racial) combatem o racismo e os white power. Os RASH, Red and Anarchists Skinheads (skinheads vermelhos e anarquistas), promoviam ideologias esquerdistas a princípio como mais uma forma de combate aos white powers e mais tarde como forma de combater o direitismo da fase politizada da cultura skinhead. Muitos skinheads são apolíticos, então os rash colocavam seus argumentos libertários extremistas. O streetpunk oi! é uma variação do punk, vindo dos subúrbios e mais ligado à classe operária. Particularmente, hoje a maior luta é a da união de punks e skins, sem preconceitos.
No início, os rude boys frequentavam os mesmos ambientes, ouviam reggae e soul, eram jovens brancos e negros que possuiam uma forma peculiar de se vestirem, eram identificados pela cabeça raspada(skinhead). Posteriormente, na Inglaterra os uniformes operários foram adotados, como os suspensórios, jeans índigo e coturnos. Como o movimento tinha uma ligação forte com o futebol, os chamados hooligans foram a evolução natural dos skins. Proíbidos de entrarem em estádios de coturno, os hooligans deram início ao uso de roupas esportivas pelos skins. Nas fotos, Henrike da banda Porcos Cegos e Desmond Dekker rei do rock steady.
Anúncios
5 Comentários leave one →
  1. Diego da Silva Rodrigues permalink
    novembro 3, 2008 10:24 pm

    Oi, Psycho;Desculpa o retorno um tanto atrasado – só agora vi teu recado no meu blog. Obrigado por ele!Quando puderes, escreva alguma coisa sobre o Andy Warhol (trata-se uma sugestão com tom de pedido).Bjo!

  2. Cacau Garcia ♀ permalink
    janeiro 4, 2011 10:30 pm

    adorei , adoro seu blog, leio a um tempinho já , e notei q vc tinha parado , escreva mais sobre a cultura punk , particularmente é a que mais me agrada , enfim , parabéns ^^
    bjos :*

    • janeiro 5, 2011 10:16 am

      Obrigada, Cacau. Gostei muito do seu comentário, ele me dá ânimo para tentar escrever sempre melhor. Prometo que escreverei mais. 🙂

  3. outubro 19, 2011 11:58 pm

    ja coloquei seu blog nos meus favoritos. mulher de inteligencia. te adimiro

    • outubro 23, 2011 8:00 pm

      Obrigada Luany, fico até sem jeito com seu comentário. Mas muito feliz! Ainda bem que ainda há quem admire inteligência. E obrigada por me colocar nos favoritos. Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Espaços Narrativos

memórias absorvidas por espaços, propagadas por pessoas

jimgoforthhorrorauthor

Horror author. Extreme metal fanatic. Husband. Father.

Não Sou Exposição

Questionamentos sobre imagem corporal, amor próprio, saúde e comida.

vamosparalondres

um autoguia para a minha viagem à capital britânica

A Virgem Boêmia

Entre palavras e cervejas

Dully Pepper24H

Arte pelo Amor, Arte pelo Mundo, Arte pela Paz!

REQUADRO

Just another WordPress.com site

Supernova de Estilos

Um espaço para arte, moda, música, textos e tudo o que for interessante e novo (ou vintage)!

blog da Revista Espaço Acadêmico

Revista Espaço Acadêmico, ISSN 1519-6186 – ANO XVII - Mensal. Conselho Editorial: Ana Patrícia Pires Nalesso, Angelo Priori, Antonio Ozaí da Silva, Carlos Serra, Eliel Machado, Elisa Zwick, Eva Paulino Bueno, Henrique Rattner (in memoriam), Josimar Priori, Luiz Alberto Vianna Moniz Bandeira, Marcelo Gruman, Paulo Cunha, Raymundo de Lima, Renato Nunes Bittencourt, Roberto Barbato Jr., Rogério Cunha de Castro, Rosângela Praxedes e Walter Praxedes. Editor: Antonio Ozaí da Silva

palavrasecoisas.wordpress.com/

Comunicação, Subculturas. Redes Sociais. Música Digital. Sci-fi

Felinne Criações

Bastidores dos trabalhos, projetos, e vida Felinne ;)

Drunkwookieblog

Porque esperar pelo G.R.R Martin não dá

Lembrar ou Esquecer?

Depois de um tempo...

A CASA DE VIDRO.COM

Portal Cultural & Livraria Virtual. Plugando consciências no amplificador! Um projeto de Eduardo Carli de Moraes.

%d blogueiros gostam disto: