Skip to content

O estilo do Jyrki

janeiro 19, 2009
tags:

Hoje falarei do estilo do Jyki 69 do 69 Eyes. O Jyrki é vocalista dessa banda que adoro, tem um vocal muito do soturno que frequentemente é comparado ao do Elvis. Eu acho que a voz do Jyrki é mais sombria. Para falarmos do Jyrki, é preciso um resumo de onde saíram as bandas góticas e o estilo. É apenas o resumo bem superficial de um estilo que se desenvolve para além de bandas, o gótico é uma cultura. Portanto, focalizarei no que sintetiza mais apropriadamente o estilo do Jyrki.

Jyrki 69

 O Batcave era o club onde várias bandas tocavam. Essas bandas eram mais ligadas ao horror existente na cultura pop, embora o clube inicialmente fosse direcionado ao new wave e ao glam. No início denominaram o estilo de positive punk, para diferenciá-lo de bandas punks. Posteriormente empregaram o nome gothic rock. No início as pessoas que frequentavam eram de vários estilos, glam, saudosistas românticos e darks. Porém as pessoas que frequentavam foram absorvendo o estilo gótico aos poucos, transformaram-se em góticos. Comum mesmo no gótico batcave nos anos 80 era o cabelo “ninho de corvo”, Nick Cave batizou seu cabelo assim. Mas o 69 Eyes se formou nos anos 90, tendo como referências Família Addams, Família Monstro, Misfits, Rockabilly (transformado em Psychobilly e Gothabilly), Kiss, Ramones, Hard Rock no seu momento mais glitter (aposto que ele adorava Hanoi Rocks, sua banda conterrânea da Finlândia), Elvira, Motorhead… E gostava de Jim Morrison e Blondie, a ponto de regravar hits. Prova do amor por Jim Morrison, por vampiros e hard rock, foi a composição da música que talvez seja a mais famosa do 69 Eyes (Lost Boys). Baseada no filme dos anos 80 (eu também adoro), com vampiros de motocicletas e cheios de estilo hard rock poser e fãs de Jim Morrison. O fato é que Bam Margera, outro fã da cultura gótica, dirigiu o vídeoclipe e colocou releituras do filme interpretadas pelos integrantes da banda. Clipe em que o próprio Bam Margera aparece sorrindo. Ficou bem criativo afinal, no clipe há as clássicas cenas da comida japonesa e da ponte.
 
Os rapazes do filme Lost Boys e Jyrki e o 69 Eyes: semelhanças


Bem, vamos ao estilo do Jyrki, que no caso, é influenciado por tudo isso. No início da banda o estilo do Jyrki era o clássico hard rock ( bandanas na cabeças), na cintura, na perna, botas, couro nas calças, luvas de dedos cortados), jaquetas, muitas correntes, pulseiras, spikes, braceletes e anéis, cabelos compridos e o poser pride clássico de Sebastian Bach e Poison. Fotos do Jyrki mais jovem, ele era bastante influenciado pelo hard rock. O Jyrki é o que aparece de camisa branca nas fotos.
 

 

Nos anos 90 o gótico estava bem diferente dos anos 80, bandas consideradas referências exclusivas da cena inclinam-se para o maistream e começam a fazer sucesso. Bandas com um som mais Industrial, um visual mais fetichista. Podemos dizer que a herança dessas bandas era o fetichismo (voltado para o bdsm) ou no modernimo que esses materiais representam (cybergoth), a indagação profana (ora mais focada no cristianismo, ora no paganismo) e relação de poder e sedução (que os materiais como renda, vinil, couro, látex e outros representam muito bem). Algumas bandas góticas integram todos os itens listados acima, outras não. Podemos citar algumas bandas nesse estilo como The Nuns e Goth Sex. As que se voltaram para o maistream, Nine Inch Nails e Marilyn Manson. O último considerado traidor do movimento.

O visual do Jyrki é uma saudável mistura gótica fetichista (mas não exagerada), de jaquetas de couro, cintos, correntes, spikes, botas, calças de couro, tudo com o toque hard rock glam dos cabelos compridos e das bandanas na cintura ou na perna e o punk rock de bandas como Ramones. Não custa dizer que os punks absorverram o fetichismo antes dos góticos. Não vamos nos esquecer dos patches nas jaquetas (outra herança do punk rock). O óculos espelhado no estilo aviador e um toque de humor sombrio herdado do horror punk (as estampas de ossos do esqueleto humano na jaqueta e luvas), o lenço na cintura tem estampas de um personagem do Tim Burton ( Jack Skellington, “O estranho mundo de Jack”) e uma saudade do rockabilly (expresso no psychobilly, a versão menos açucarada e mais sombria do estilo). O gosto vem expresso nas camisetas de ídolos antigos do gênero…
Jyrki e sua jaqueta e luvas bem humoradas, bem horror punk (do jeito que Misfits gosta).
Camiseta com estampa de James Dean, uma referência rockabilly
Hard rock poser e bandana com personagem de Tim Burton (Jack, “O estranho mundo de Jack”).

Jyrki, ainda jovem mas mais próximo do estilo atual.
Patches na jaqueta de couro, outra referência punk rock

A camiseta do Jyrki possui uma imagem da Maila Nurmi, a “Vampira”  que apresentava filmes de terror. Também finlandesa, ela foi uma das responsáveis por incorporar o gótico na estética da pin-up. Curiosamente, ela teve um rolo mal resolvido com James Dean.

Um Pouco de Jyrki por ele mesmo:


Nome: Jyrki69
Instrumento: vocal, 24 horas de caos e de corações partidos.

Data e lugar de nascimento: Helsinki, 15 de Outubro de 1968

Cor dos olhos: Azuis
Altura: 1, 86 m
Mau hábito: vinho tinto e tequila, mulheres de cabelos negros e sexies.
Hobby: garotas góticas, templos, vampiros, livros do Poppy Z. Brite, cemitérios antigos, história romana, observar a natureza e maus habitos.
Gosta de: Solidão e Imortalidade
Não gosta de: Perdedores invejosos
Mulher ideal: Tura Satana, Juliette Lewis, e Courtney Love, também. Eu respeito personalidades fortes…e um pouco de disciplina também é necessário.
Atriz favorita: Monica Bellucci
Bebida favorita: Tequila com suco de laranja (ou sem), vinho tinto com meu próprio sangue e lágrimas…
Bandas favorita: The Doors, The Stooges, SMACK, Danzig, Sisters of Mercy, The Cult, Circus of Power, The Cramps, The Gun Club, Ramones, The Lords, The Fuzztones, Nick Cave and the Bad Seeds, Type O Negative, Entombed, Spiha etc…
Filme favorito: The Doors, The Crow, Matrix, Dark City, Fight Club
Cidade favorita e por que : Roma porque é a cidade mais bonita e lá tem os melhores clubes góticos
The 69 Eyes em poucas palavras: Dark City Rock ‘n’ Roll.
Anúncios
6 Comentários leave one →
  1. junho 7, 2010 2:07 am

    Eu adoro o estilo não só do Jyrki, mas de todos os 69!!!

  2. caio permalink
    julho 20, 2010 2:50 pm

    muito obrigado Helena

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Espaços Narrativos

memórias absorvidas por espaços, propagadas por pessoas

jimgoforthhorrorauthor

Horror author. Extreme metal fanatic. Husband. Father.

Não Sou Exposição

Questionamentos sobre imagem corporal, amor próprio, saúde e comida.

vamosparalondres

um autoguia para a minha viagem à capital britânica

A Virgem Boêmia

Entre palavras e cervejas

Dully Pepper24H

Arte pelo Amor, Arte pelo Mundo, Arte pela Paz!

REQUADRO

Just another WordPress.com site

Supernova de Estilos

Um espaço para arte, moda, música, textos e tudo o que for interessante e novo (ou vintage)!

blog da Revista Espaço Acadêmico

Revista Espaço Acadêmico, ISSN 1519-6186 – ANO XVII - Mensal. Conselho Editorial: Ana Patrícia Pires Nalesso, Angelo Priori, Antonio Ozaí da Silva, Carlos Serra, Eliel Machado, Elisa Zwick, Eva Paulino Bueno, Henrique Rattner (in memoriam), Josimar Priori, Luiz Alberto Vianna Moniz Bandeira, Marcelo Gruman, Paulo Cunha, Raymundo de Lima, Renato Nunes Bittencourt, Roberto Barbato Jr., Rogério Cunha de Castro, Rosângela Praxedes e Walter Praxedes. Editor: Antonio Ozaí da Silva

palavrasecoisas.wordpress.com/

Comunicação, Subculturas. Redes Sociais. Música Digital. Sci-fi

Felinne Criações

Bastidores dos trabalhos, projetos, e vida Felinne ;)

Drunkwookieblog

Porque esperar pelo G.R.R Martin não dá

Lembrar ou Esquecer?

Depois de um tempo...

A CASA DE VIDRO.COM

Portal Cultural & Livraria Virtual. Plugando consciências no amplificador! Um projeto de Eduardo Carli de Moraes.

%d blogueiros gostam disto: