Skip to content

Gran Torino

setembro 1, 2009

Essa semana um filme excelente chamou minha atenção. O ator é Clint Eastwood e o filme é Gran Torino. Sempre gostei muito de Clint Eastwood, tanto como diretor como ator. Ele tem 79 anos de idade e está em grande forma. Vi nos extras do filme que Eastwood entende muito de carros, inclusive da parte mecânica deles e é admirador do antigomodelismo. O título do filme é o nome do carro produzido em 1972, pela Ford. Gran Torino é parte da personalidade de Walt Kowalski, personagem de Eastwood. O carro está lá para lembrar ao velho combatente de guerra o período de prosperidade econômica, em que ele trabalhava na montagem dos carros (e não eram somente carros, eram sonhos). O bairro de Kovalski, outrora próspero e calmo foi tomado por imigrantes e gangues.

O filme começa com o enterro da esposa de Kowalski e a consequente reunião da família no enterro. Kovalski sente-se incomodado com o visual moderno demais da neta, com os comentários chatos da família, com o excesso de pessoas que estão no enterro não pela falecida, mas por causa da comida… enfim ele se sente pouco à vontade dentro da esfera familiar. E depois saberemos que ele tem todos os motivos do mundo para isso, como na cena que o seu próprio filho se recusa a atender o telefone para falar com o pai. Kovalski soa preconceituoso, racista e pouco flexível. Seus atos preconceituosos começam a mudar quando ele descobre que possui mais afinidades com seus vizinhos hmongs que com sua família. A partir daí vemos como Eastwood foi inteligente em trazer um roteiro em que várias etnias convivem em um mundo ainda preconceituoso, apesar da globalização evidente, a forma de ver a velhice, a violência e a amizade entre gerações distantes.

Mas, a mensagem maior é da redenção após o erro e a certeza de que um homem íntegro faz sempre o que é certo. Inclusive recusar a violência.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Espaços Narrativos

memórias absorvidas por espaços, propagadas por pessoas

jimgoforthhorrorauthor

Horror author. Extreme metal fanatic. Husband. Father.

Não Sou Exposição

Questionamentos sobre imagem corporal, amor próprio, saúde e comida.

vamosparalondres

um autoguia para a minha viagem à capital britânica

A Virgem Boêmia

Entre palavras e cervejas

Dully Pepper24H

Arte pelo Amor, Arte pelo Mundo, Arte pela Paz!

REQUADRO

Just another WordPress.com site

Supernova de Estilos

Um espaço para arte, moda, música, textos e tudo o que for interessante e novo (ou vintage)!

blog da Revista Espaço Acadêmico

Revista Espaço Acadêmico, ISSN 1519-6186 – ANO XVII - Mensal. Conselho Editorial: Ana Patrícia Pires Nalesso, Angelo Priori, Antonio Ozaí da Silva, Carlos Serra, Eliel Machado, Elisa Zwick, Eva Paulino Bueno, Henrique Rattner (in memoriam), Josimar Priori, Luiz Alberto Vianna Moniz Bandeira, Marcelo Gruman, Paulo Cunha, Raymundo de Lima, Renato Nunes Bittencourt, Roberto Barbato Jr., Rogério Cunha de Castro, Rosângela Praxedes e Walter Praxedes. Editor: Antonio Ozaí da Silva

palavrasecoisas.wordpress.com/

Comunicação, Subculturas. Redes Sociais. Música Digital. Sci-fi

Felinne Criações

Bastidores dos trabalhos, projetos, e vida Felinne ;)

Drunkwookieblog

Porque esperar pelo G.R.R Martin não dá

Lembrar ou Esquecer?

Depois de um tempo...

A CASA DE VIDRO.COM

Portal Cultural & Livraria Virtual. Plugando consciências no amplificador! Um projeto de Eduardo Carli de Moraes.

%d blogueiros gostam disto: