Skip to content

Fausto

outubro 2, 2009
tags:


Hoje peguei uma adaptação de Fausto na biblioteca, um livro de Barbara Kindermann direcionado ao público jovem. Boas ilustrações e uma boa adaptação do livro de Goethe. Fausto é uma outra adaptação de Goethe para uma lenda alemã bastante conhecida. Trata-se de um doutor que não encontra mais sentido em sua vida e faz um trato com o demônio. Se pelo menos um dia ele sentir-se feliz sendo guiado por Mefistófeles a todos os prazeres dessa vida, ele terá que serví-lo no inferno por toda a vida. Na verdade trata-se Mefisto travou um diálogo com Deus dizendo que os seres humanos eram imperfeitos e mal-acabados. Daí o nome do Dr. Fausto. Deus fala que esse homem é muito esforçado, um bom homem que se dedica ao saber e ao conhecimento. Daí Mefisto desafia transformar esse homem e levá-lo para o mal caminho. Deus permite que o diabo possa testar Fausto, daí terá de lutar sobretudo contra seus desejos carnais.

Essa obra também foi abordada pelo cineasta Murnau em fausto: uma lenda popular alemã de 1926. O filme reúne elementos de Fausto de Goethe, da dramatização feita por Marlowe e do livro a História do Dr. Johann Fausten de 1587.

Em “O mestre e a margarida”, Mikhail Bulgákov parte do mesmo princípio da luta do bem contra o mal. Tanto é que a nota introdutória do livro traz uma epígrafe sobre Fausto de Goethe. As muitas tramas do livro giram em torno de uma visita feita pelo diabo a Moscou lá pelos anos 20. O livro traz uma crítica a Rússia e à censura. Censura ao próprio autor do livro (recusado na época em que foi escrito), mas também faz pouco caso da Rússia czarista anterior. Uma curiosidade acerca do livro de Bulgákov: os Rolling Stones fizeram a música Simpathy For the Devil como alegoria desse livro, uma defesa ao socialismo que chegava a Rússia nesse período. Famigerados vermelhos. Além disso, Margarida tabém é o nome da mulher que Fausto ama em Goethe.

Outra curiosidade é acerca do filme Mephisto (1981) de István Szábo, que irá se utilizar do pano de fundo de Fausto para narrar a história de um ator que defende o nazismo para ascender socialmente e preservar seu emprego artístico. Esse filme é a adaptação de um livro de Klaus Mann, que teria sido baseado na vida do ator mais popular do regime nazista, Gustaf Gründgens.

A narrativa de Fausto propõe um diálogo entre a luta do homem contra as forças malignas em que somente a força de vontade do homem pode ajudar a derrotar o mal. Caso contrário a humilhação do homem seria semelhante a sensação de Adão ao ser expulso do paraíso: derrotado. Mas em grande parte, também por sua própria fraqueza.

Resto do Post

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Espaços Narrativos

memórias absorvidas por espaços, propagadas por pessoas

jimgoforthhorrorauthor

Horror author. Extreme metal fanatic. Husband. Father.

Não Sou Exposição

Questionamentos sobre imagem corporal, amor próprio, saúde e comida.

vamosparalondres

um autoguia para a minha viagem à capital britânica

A Virgem Boêmia

Entre palavras e cervejas

Dully Pepper24H

Arte pelo Amor, Arte pelo Mundo, Arte pela Paz!

REQUADRO

Just another WordPress.com site

Supernova de Estilos

Um espaço para arte, moda, música, textos e tudo o que for interessante e novo (ou vintage)!

blog da Revista Espaço Acadêmico

Revista Espaço Acadêmico, ISSN 1519-6186 – ANO XVII - Mensal. Conselho Editorial: Ana Patrícia Pires Nalesso, Angelo Priori, Antonio Ozaí da Silva, Carlos Serra, Eliel Machado, Elisa Zwick, Eva Paulino Bueno, Henrique Rattner (in memoriam), Josimar Priori, Luiz Alberto Vianna Moniz Bandeira, Marcelo Gruman, Paulo Cunha, Raymundo de Lima, Renato Nunes Bittencourt, Roberto Barbato Jr., Rogério Cunha de Castro, Rosângela Praxedes e Walter Praxedes. Editor: Antonio Ozaí da Silva

palavrasecoisas.wordpress.com/

Comunicação, Subculturas. Redes Sociais. Música Digital. Sci-fi

Felinne Criações

Bastidores dos trabalhos, projetos, e vida Felinne ;)

Drunkwookieblog

Porque esperar pelo G.R.R Martin não dá

Lembrar ou Esquecer?

Depois de um tempo...

A CASA DE VIDRO.COM

Portal Cultural & Livraria Virtual. Plugando consciências no amplificador! Um projeto de Eduardo Carli de Moraes.

%d blogueiros gostam disto: