Skip to content

Chega de modinha pin-up!

março 24, 2010
tags:

As pin-ups viraram moda…Isso é péssimo! Porque estão passando uma visão deturpada do que é pin-up. Torço para que essa onda passe logo. Antigamente, quando ninguém sabia o que era o estilo pin-up, não havia um site brasileiro falando delas. Hoje existem milhares. E o pior é a confusão entre pin-ups, emos, From UK… Pin-up não possui nada de emo ou From UK, pin-up é rocker, rockabilly, psychobilly, punk… Mas emo e From UK jamais!!! Para quem não sabe disso, procure se informar melhor em sites e livros sérios.

Eu amo as pin-ups há sete anos quando descobri os desenhos de Gil Elvgreen. Logo depois descobri sua corporificação, através de Bettie Page, Marilyn Monroe, Ava Gardner e Jean Harlow. E gostava do estilo pin-up de Gwen Stefani, que para mim foi mais que precursora da renovação do estilo. E agora essa modinha?! Não bastasse as pessoas terem preconceito com as moças que se vestem com o estilo pin-up, essas modinhas fazem os outros terem mais preconceito ainda. Fora que na minha cabeça o termo pin-up sempre esteve ligado com feminilidade e força da mulheres, feminista até! O que era a “Rosie Riveter”? Em sua época original, as pin-ups eram moças que possuíam sua força só na aparência, que serviam para serem pregadas na parede para os soldados na guerra se deleitarem com sua beleza. Com a “Rosie”, as mulheres partiram para as fábricas de armamentos para substituir seus maridos que estavam na guerra. Mais do que isso, ganharam independência financeira e emocional. A partir daí a pin-up tem outro significado. Não é a toa que as punks e hardcores (de verdade) usam o estilo.

Quem usa o estilo de pin-up e a imagem de “Rosie Riveter” deve ter responsabilidade dobrada com seu simbolismo.




Anúncios
One Comment leave one →
  1. abril 1, 2012 6:09 pm

    É impressionante mesmo como nestes últimos tempos dezenas de blogs com temática pin-up surgiram. Fico incomodada com alguns sim, pois apesar de em determinado post ou na apresentação eles falarem corretamente o que eram as pin-ups, seus conteúdos gerais são extremamente contráditórios e retrógrados.
    Como você, acredito que as pin-ups eram mulheres de atitude, mulheres à frente de seus tempos e que não levavam desaforo pra casa. Eram épocas de muita repressão ao sexo feminino. E esses blogs, fazem posts que confundem a atitude pin-up com Moda. Eles confundem a moda Retrô com pin-up. “Ser uma pin-up é se vestir como tal”, eles dizem, como se pra ser uma pin-up vc devesse obrigatóriamente reproduzir um look dos anos 50. Não, ser pin up não é só isso. Você pode usar elementos retrôs em seu look, mas não é obrigada.
    Outra coisa que me deixa passada, é que esses blogs pregam a idéia de uma mulher feminina, linda, delicada, com caras e bocas, que os homens vão ficar atraídos, ou seja, uma idéia completamente retrógrada que só mostra a tremenda confusão que fazem com moda dos anos 50 com atitude pin-up.
    Eita desabafo! rsrsrs!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Espaços Narrativos

memórias absorvidas por espaços, propagadas por pessoas

jimgoforthhorrorauthor

Horror author. Extreme metal fanatic. Husband. Father.

Não Sou Exposição

Questionamentos sobre imagem corporal, amor próprio, saúde e comida.

vamosparalondres

um autoguia para a minha viagem à capital britânica

A Virgem Boêmia

Entre palavras e cervejas

Dully Pepper24H

Arte pelo Amor, Arte pelo Mundo, Arte pela Paz!

REQUADRO

Just another WordPress.com site

Supernova de Estilos

Um espaço para arte, moda, música, textos e tudo o que for interessante e novo (ou vintage)!

blog da Revista Espaço Acadêmico

Revista Espaço Acadêmico, ISSN 1519-6186 – ANO XVII - Mensal. Conselho Editorial: Ana Patrícia Pires Nalesso, Angelo Priori, Antonio Ozaí da Silva, Carlos Serra, Eliel Machado, Elisa Zwick, Eva Paulino Bueno, Henrique Rattner (in memoriam), Josimar Priori, Luiz Alberto Vianna Moniz Bandeira, Marcelo Gruman, Paulo Cunha, Raymundo de Lima, Renato Nunes Bittencourt, Roberto Barbato Jr., Rogério Cunha de Castro, Rosângela Praxedes e Walter Praxedes. Editor: Antonio Ozaí da Silva

palavrasecoisas.wordpress.com/

Comunicação, Subculturas. Redes Sociais. Música Digital. Sci-fi

Felinne Criações

Bastidores dos trabalhos, projetos, e vida Felinne ;)

Drunkwookieblog

Porque esperar pelo G.R.R Martin não dá

Lembrar ou Esquecer?

Depois de um tempo...

A CASA DE VIDRO.COM

Portal Cultural & Livraria Virtual. Plugando consciências no amplificador! Um projeto de Eduardo Carli de Moraes.

%d blogueiros gostam disto: