Skip to content

Inspiração pin-up

junho 3, 2010
tags:

Eu já comentei aqui sobre pin-ups, que eu gostava bem antes da tal “modinha”. Fiz até um post falando que sou mais chegada no gothabilly, porque psychobilly é muito punk, muitas cores e aqueles creepers e topetes que acho que não combinam comigo. Eu amo as pin-ups, mas sou a favor das mais sombrias. E não é apenas usar preto, mas usar menos cores, uma mistura gótica com visuais dos anos 20, 30, 40, 50 e 60 (as três últimas décadas então, amo!).  Apesar de achar maravilhosas as combinações bem ao estilo da época, seguindo o que muitas moças fazem com cabelos, roupas e sapatos, eu tenho uma veia  metal industrial, heavy metal, gótica (seja lá o que for, detesto rótulos). Então não consigo negar os coturnos, plataformas e botas que não fazem parte do estilo.  Gosto de xadrez, cerejas, polkadots (apesar de já estarem “batidas” e chamarem de “coisa de emo”), maquiagem, cabelos, vestidos e sapatos (tenho vários peep toes). Gosto das estampas de  onça…  Quem gosta do estilo tem que pesquisar, tem que “bater perna” no brechó ou mandar fazer na costureira, assim você tem peças originais e parecidas com você e que não vão custar muito caro. Aí vão alguns estilos de pin-up que eu usaria:

Dita com vestido bege (ou nude, tom próximo a cor da pele) e polkadots. Eu amo nude, dizem que fico pálida com essa cor, mas uso mesmo assim e fica lindo:

Um belo vestido que encontrei no site 666 Photography (já falei do estúdio aqui no blog), inspirado no boudoir e é de uma marca chamada Boudoir Queen (que tem entre as usuárias Evan Rachel Wood):

Vestido lindo de um verde mais vivo que encontrei no DeviantArt, nas fotos de pin-ups. E como o verde é uma das minhas cores preferidas, depois do azul:

Belo vestido de onça,  não gosto muito de rosa.  Mas esse eu encarava porque é lindo:

Uma pin-up gothabilly. Certamente fugiria um pouco do estilo. Usaria igual, porém com coturno (em vinil):

Outro vestido que usaria com coturno:

A única coisa chata é que agora a Pitty deu para pagar de pin-up e se alguém te vê de vestido ou saia e coturno (como sempre fiz e sempre vou fazer) logo te comparam com ela (coisa que já aconteceu comigo e odeio).  Mas, quem ama o estilo retrô tem que encarar comparações porque hoje em dia parece que chovem candidatas a pin-up. Não vou abandonar meu batom vermelho, cabelos tingidos de preto azulado e roupas vintage que comprei há muitos anos só porque entrou na moda.

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Espaços Narrativos

memórias absorvidas por espaços, propagadas por pessoas

jimgoforthhorrorauthor

Horror author. Extreme metal fanatic. Husband. Father.

Não Sou Exposição

Questionamentos sobre imagem corporal, amor próprio, saúde e comida.

vamosparalondres

um autoguia para a minha viagem à capital britânica

A Virgem Boêmia

Entre palavras e cervejas

Dully Pepper24H

Arte pelo Amor, Arte pelo Mundo, Arte pela Paz!

REQUADRO

Just another WordPress.com site

Supernova de Estilos

Um espaço para arte, moda, música, textos e tudo o que for interessante e novo (ou vintage)!

blog da Revista Espaço Acadêmico

Revista Espaço Acadêmico, ISSN 1519-6186 – ANO XVI - Mensal. Conselho Editorial: Ana Patrícia Pires Nalesso, Angelo Priori, Antonio Mendes da Silva Filho, Antonio Ozaí da Silva, Eva Paulino Bueno, Henrique Rattner (in memoriam), João dos Santos Filho, Luiz Alberto Vianna Moniz Bandeira, Raymundo de Lima, Renato Nunes Bittencourt, Ricardo Albuquerque, Rosângela Rosa Praxedes e Walter Praxedes. Editor: Antonio Ozaí da Silva

palavrasecoisas.wordpress.com/

Comunicação, Subculturas. Redes Sociais. Música Digital. Sci-fi

Felinne Criações

Bastidores dos trabalhos, projetos, e vida Felinne ;)

Drunkwookieblog

Porque esperar pelo G.R.R Martin não dá

Lembrar ou Esquecer?

Depois de um tempo...

A CASA DE VIDRO.COM

Portal Cultural & Livraria Virtual. Plugando consciências no amplificador! Um projeto de Eduardo Carli de Moraes.

%d blogueiros gostam disto: