Skip to content

Shavo Odadjian: a referência hardcore/punk do System of a Down

dezembro 27, 2010
tags:

 

Shavo é designer além de baixista e guitarrista do SOAD. Também atua como DJ e seu visual tem o estilo mais ligado ao hardcore/punk do System of a Down. A referência oriental está em sua barba.  Seu corte skinhead (estou falando do visual do corte em si e não da subcultura de nomenclatura problemática reconhecida atualmente pela intolerância – white skins)  também é sua marca.  Acontece que o punk sempre foi reconhecido pelo extirpar de cabelos ou referências como moicanos,  justamente para não ser confundido com os hippies, headbangers e afins,  já que muito do vestuário punk acabou sendo adicionado ao metal como os cintos de tachas, spikes e couro. A influência e uso desse vestuário é que tinha uma função diferente, mas isso é assunto para outro post. O próprio Iron Maiden inicialmente possuía uma influência bem gótica e punk, mas isso também é assunto para outro post.

Shavo gosta de camisetas de times, com números, o que é uma marca do new metal (devido a influência de rap e hip-hop). Porém no caso do Shavo, acho que está mais ligado ao hardcore old school que usava muita camiseta de time de baseball, futebol americano e afins. Ele também gosta de roupas camufladas (assim como eu).  Até aí nenhuma novidade, roupas camufladas viraram um símbolo de resistência tanto para o metal quanto para o punk:

 

 

 

  

Unhas pretas que também já viraram clichê no rock. Eu não tenho nada contra  unhas pretas, eu até acho bonito. Mas cansou, né:

 

 

Tem também jeans e camiseta em tons neutros e cores frias:

 

 

 

 

Eu gosto muito do Shavo como pessoa em si, mas esse estilo dele é o básico do metal. Eu não sei se vão concordar comigo, mas para mim o rock é lugar e sonho e fantasia. Eu falei do Iron Maiden no início, nem é minha banda preferida, mas o estilo dos caras do metal old school era bem mais ousado. Vejo o Van Halen e as roupas  do David Lee Roth, o Judas Priest, Def Leppard …Dá uma saudade de quando os caras escolhiam e ousavam em seu visual e isso fazia parte do conceito da banda. Um visual como esse do Shavo é básico, comum para mortais como nós, que vamos trabalhar todos os dias em empregos “normais” e temos que andar mais básicos. No palco é lugar de ousadia e inovação, lugar de sonhar e fazer os outros sonharem e adentrarem na proposta da banda. Acho que estou um pouco revoltada hoje, porque gosto do Shavo, mas é o que eu penso. Não tem muita novidade no estilo dele, então não vou prolongar o post.

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Guilherme permalink
    maio 12, 2014 12:30 pm

    Sei que a mente feminina está fortemente antenada na estética e quando gostam de uma banda foi pq o visual impressionou até mais do que a música em si… Mas acho que seria mais sensato vc focar na arte, na música e na sinceridade das bandas dos anos 90. Nos anos 80 o visual e a produção do palco parecia ser mais importante que a música e as bandas não eram muito sinceras nas suas mensagens, era tudo muito superficial, pura fantasia. A década seguinte trouxe mais verdade, mais profundidade artística, era tipo “aceite o que sou” e não “aceite o que quero ser” investindo num visual extravagante só para chamar atenção e se sentir falsamente diferente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Espaços Narrativos

memórias absorvidas por espaços, propagadas por pessoas

jimgoforthhorrorauthor

Horror author. Extreme metal fanatic. Husband. Father.

Não Sou Exposição

Questionamentos sobre imagem corporal, amor próprio, saúde e comida.

vamosparalondres

um autoguia para a minha viagem à capital britânica

A Virgem Boêmia

Entre palavras e cervejas

Dully Pepper24H

Arte pelo Amor, Arte pelo Mundo, Arte pela Paz!

REQUADRO

Just another WordPress.com site

Supernova de Estilos

Um espaço para arte, moda, música, textos e tudo o que for interessante e novo (ou vintage)!

blog da Revista Espaço Acadêmico

Revista Espaço Acadêmico, ISSN 1519-6186 – ANO XVII - Mensal. Conselho Editorial: Ana Patrícia Pires Nalesso, Angelo Priori, Antonio Ozaí da Silva, Carlos Serra, Eliel Machado, Elisa Zwick, Eva Paulino Bueno, Henrique Rattner (in memoriam), Josimar Priori, Luiz Alberto Vianna Moniz Bandeira, Marcelo Gruman, Paulo Cunha, Raymundo de Lima, Renato Nunes Bittencourt, Roberto Barbato Jr., Rogério Cunha de Castro, Rosângela Praxedes e Walter Praxedes. Editor: Antonio Ozaí da Silva

palavrasecoisas.wordpress.com/

Comunicação, Subculturas. Redes Sociais. Música Digital. Sci-fi

Felinne Criações

Bastidores dos trabalhos, projetos, e vida Felinne ;)

Drunkwookieblog

Porque esperar pelo G.R.R Martin não dá

Lembrar ou Esquecer?

Depois de um tempo...

A CASA DE VIDRO.COM

Portal Cultural & Livraria Virtual. Plugando consciências no amplificador! Um projeto de Eduardo Carli de Moraes.

%d blogueiros gostam disto: