Skip to content

Porcos Cegos

julho 19, 2011

Se alguém me perguntar qual a melhor banda brasileira atualmente eu digo sem pensar: Porcos Cegos. A banda ainda permance underground, sendo mais conhecida em São Paulo. Faz um punk muito bom, mudou seu nome de Blind Pigs para Porcos Cegos, um momento patriota muito bem pensado. A banda foi formada em 1993, e segundo muitos críticos e fãs (incluindo eu) parece com o Rancid. O que para mim é um elogio, mas longe de ser parecida com qualquer outra banda acho que uma coisa define bem o punk dos rapazes: as letras são muito boas. Para uma época que possui uma música tão empobrecida como atualmente, gostar de rock é  falar sempre no passado, pois hoje em dia parece ter só funk, happy rock, sertanejo e MPB fabricada. Claro que tudo isso com letras ácefalas. Eu tenho saudade da poesia do rock, nada melhor que ouvir uma banda punk com uma temática realmente punk, um visual realmente punk e  com som e  letras  (punks) que fazem pensar. Para quem não conhece a banda deixo duas letras preferidas,”Geração Domesticada”  e “Aos Bandeirantes” e gostaria muito que  ouvissem Porcos Cegos, é uma experiência e tanto.

“Geração Domesticada”

Você conhece alguém cem por cento tolerante/ ou um adolescente que se 
rotule punk / Sem cair em contradições/ e sucumbir na sua própria anarquia/Geração, geração domesticada/ geração domesticada/a resistência morreu /sem deixar nenhum legado/rebeldia se tornou uma fatia de mercado

você conhece alguém /plenamente satisfeito/ou um lugar onde tudo é
perfeito/e ninguém cai em tentação/nem se afoga na própria covardia

não há mais tempo para errar/não há mais tempo para errar/sou a mudança
que eu quero ver

eu devo estar velho ou ficando louco/nas nossas fileiras
agora restam poucos/poucos dispostos a seguir na contramão
quando é tão fácil ceder a autonomia

 
“Aos Bandeirantes”
Vivemos para consumir o seu lixo/somos o que sobrou do sonho
mal educados/ somos os dados não computados/ felizes por não termos cultura

Mas quando vai mudar/ não podemos mais esperar/estão jogando com
vidas/apostando o que é nosso/não durmo em paz /nem penso mais

 

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. julho 22, 2011 11:40 pm

    Blind Piiigsss!! Putz, eu ouvia mais punk rock lá pelos idos de 2002/03 muito mais do que ouço hoje. Tanto que nem sabia que eles haviam mudado de nome.
    Confesso que estou bastante desanimada com música/bandas atualmente. Quase não escuto mais música… Como você disse, gostar de rock é falar no passado e a MPB é super fabricada, mocinhas perfeitinhas e cantores com falso ar “cool”.

    “Vivemos para consumir o seu lixo/somos o que sobrou do sonho” – lembrou-me Legião: “Desde pequenos nós comemos lixo…Mas agora chegou nossa vez Vamos cuspir de volta o lixo em cima de vocês”

    Esses dias conversava com minha mãe sobre essa atual onda de sustentabilidade e ela falou algo tipo: pois é filha, minha geração destruiiu o mundo, olha o que deixamos pra vocês, só problemas, agora vocês vão ter que passar suas a vida consertando nossos erros.” É como eles dizem na letra: “Somos o que sobrou do sonho” (do sonho dos nossos pais/avós. Será que passaremos nossas vidas só consertando erros ou teremos também sonhos a serem construídos??

  2. julho 25, 2011 4:24 pm

    Oi linda, não conheço a banda, mas adorei o visual deles.Fiz uma postagem especial lá no blog,dá uma olhadinha e me diz o que vc achou.Beijinhos!!!!!!
    http://ovideoclipecomoeditorialdemoda.blogspot.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Espaços Narrativos

memórias absorvidas por espaços, propagadas por pessoas

jimgoforthhorrorauthor

Horror author. Extreme metal fanatic. Husband. Father.

Não Sou Exposição

Questionamentos sobre imagem corporal, amor próprio, saúde e comida.

vamosparalondres

um autoguia para a minha viagem à capital britânica

A Virgem Boêmia

Entre palavras e cervejas

Dully Pepper24H

Arte pelo Amor, Arte pelo Mundo, Arte pela Paz!

REQUADRO

Just another WordPress.com site

Supernova de Estilos

Um espaço para arte, moda, música, textos e tudo o que for interessante e novo (ou vintage)!

blog da Revista Espaço Acadêmico

Revista Espaço Acadêmico, ISSN 1519-6186 – ANO XVII - Mensal. Conselho Editorial: Ana Patrícia Pires Nalesso, Angelo Priori, Antonio Ozaí da Silva, Carlos Serra, Eliel Machado, Elisa Zwick, Eva Paulino Bueno, Henrique Rattner (in memoriam), Josimar Priori, Luiz Alberto Vianna Moniz Bandeira, Marcelo Gruman, Paulo Cunha, Raymundo de Lima, Renato Nunes Bittencourt, Roberto Barbato Jr., Rogério Cunha de Castro, Rosângela Praxedes e Walter Praxedes. Editor: Antonio Ozaí da Silva

palavrasecoisas.wordpress.com/

Comunicação, Subculturas. Redes Sociais. Música Digital. Sci-fi

Felinne Criações

Bastidores dos trabalhos, projetos, e vida Felinne ;)

Drunkwookieblog

Porque esperar pelo G.R.R Martin não dá

Lembrar ou Esquecer?

Depois de um tempo...

A CASA DE VIDRO.COM

Portal Cultural & Livraria Virtual. Plugando consciências no amplificador! Um projeto de Eduardo Carli de Moraes.

%d blogueiros gostam disto: