Skip to content

O Estilo Pastel Goth

março 3, 2014

Diferente de outros estilos que nascem e posteriormente caem no esquecimento como o emo ou viram uma espécie de moda como o hipster (um nome atual para o que chamávamos de indie até uns anos atrás), creio que o pastel goth vá criar muitos fãs e fazer sucesso por aqui. Acontece que o estilo já é um sucesso lá fora e vem aos poucos entrando em nosso país e já podemos ver influências até mesmo em lojas populares.

Em todas as lojas que vou, até as mais populares, vejo a fonte “derretida” e assustadora em camisetas. É influência do pastel goth!

Candy

OhMyGoth

As roupas com cruzes de todas as maneiras, invertidas ou não também são! Assim como a estampa “galaxy” e a “febre” dos unicórnios.

leggingcruz

galaxy

Unicornio

Unicornio 2

Isso prova que nada nasce em vão. A  criação do estilo foi viabilizada pela internet através do instagram,  lookbook e outras plataformas da internet,  através de garotas que postavam (e postam ) suas fotos com um estilo sombrio e assustador (goth) e coisas alegres, fofas e infantis (pastel). Mas como nada nasce de repente, visualizando os looks e o pessoal que vem aderindo posso afirmar que são fãs de cultura pop, tanto ocidental quanto oriental (japonesa). Se prestarmos atenção vemos influências de animes, mangás e até mesmo harajuku nos looks.

MangaPastelGoth

Não somente isso, há um gosto dos novos ilustradores de deviantart e tumblr nesses looks. Do lado goth não dá para negar a influência perky goth, só que agora com cores pastéis. Por isso eu que não me impressiono fácil com “modas” alternativas, venho me encantando com o pastel goth, acho que é uma genuína subcultura nascida multimídia e com garotas que não são celebridades ou estrelas do rock.

E aí, vai um botton da loja Gesshoku? Kawaii (cute) kowai (assustador)

kowai-pinMinha primeira incursão no meio foi ano passado, já comentei por aqui que não me considero otaku mas algumas coisas da cultura pop japonesa me encantam. Gosto do harajuku, de alguns animes e mangás assim como já comentei aqui que curtia lolita, gothic lolita, kodona (mas isso foi no passado). Mas os primeiros gostos permaneceram. Vou ser sincera que não me identifico com Japão em termos culturais, me sinto como Charlotte (Scarlett Johansson) em Lost in Translation, mas quando fui na Liberdade em São Paulo eu curti muito.  Continuando, minha primeira incursão ao pastel goth foi ano passado, quando procurava bijuterias zombie na internet. Dei de cara com a Malice Store de Lua Morales/ Chemical (que aliás tem um estilo lindo com referências pastel goth).  Comprei laços e um anel de olho, presilhas de ossos e um par de chifrinhos ( fiquei doida quando soube que ela faz em biscuit, porque são muito perfeitos). Daí foi um pulo, eu que tinha comprado esses acessoŕios para ornar com estilo gothabilly e rococo punk, que costumo usar (mas não somente estes estilos), acabei “estudando” aos poucos o pastel goth. Não que eu fosse aderir, porque não combina comigo. Mas para compartilhar aqui com vocês!

Alguns acessórios que comprai da Malice Store

Osos

Chifrinhos

LaçoRoxo

AneldeOlho

Quais as características do estilo?

Cabelos em tons pastéis

PastelGothHair

PGHair

CabeloPG

Hair

Acessórios para cabelos como coroa de flores e arcos (com ou sem spikes), laços de olho, mãos de esqueleto e chifrinhos…

pgtiara

Coroa de Flores

TiaraSpikes

pastelgoth8

PG10

HairPastelG

Os spikes e flores também estão em sapatos, roupas e acessórios

pastelgoth7

Pastel Goth

Spikes

Elementos ao mesmo tempo fofos e sombrios, são próprios do pastel goth. Assim como as cores junto com o preto.

PG

PastelGoth2

Alguns looks pastel goth, que equilibram elementos goth em preto e cores pastel com elementos  coloridos e “fofos”.

pglook2

pglook5

PGlook4

PGLOOK

Lookpg

PGLook

Há também estilos parecidos com o pastel goth como o nu goth, influenciado pelo grunge (ainda vou abordar aqui). Sobre o pastel goth, alguns elementos eu usaria mas não todos. É um estilo muito fofo para minha personalidade. E vocês, o que acham?

5 Comentários leave one →
  1. março 3, 2014 6:53 pm

    Ótimo post! Acho que também conheci o pastel goth ano passado ou 2012. Gosto de muitas coisas, principalmente os acessórios (tenho essas presilhas de mão de esqueleto e tiara de spikes) e hoje tenho uma leve influência de pastel goth no meu estilo, mas não me agrada muito o rosa ou coisas “cute” demais. Acho que o estilo só tem a crescer e vejo a Lindsay Woods e a Lua grandes influências no Brasil desse estilo… Cabelos em cores pasteis são lindos demais, principalmente lilás❤

    • março 5, 2014 7:58 pm

      Obrigada Marcia! Também não gosto de muito do rosa ou coisas fofas (só em acessórios, roupas nem pensar). Os acessórios pastel goth acho lindos. Sim, a Lindsay Woods e a Lua são grandes exemplos do estilo no Brasil, diria que precursoras tanto no uso do estilo quanto pela disseminação do pastel goth no Brasil através da venda em suas lojas, divulgação de fotos e elementos do estilo em blogs e outras plataformas. Os cabelos são lindos mesmo, delicados.

  2. março 4, 2014 5:14 am

    Maravilha de Post! Imagens lindas!
    Eu ainda vejo poucas pastéis por aqui, vejo alguma mistura desse com o hipster. Lembro que em 2012 qdo escrevi sobre o estilo no MdS, ainda era dificil encontrar referências e infos corretas sobre o quê o pastel era. Mas hoje, que o estilo já se consolidou, já dá pra ver bem quais são os elementos de estilo.
    É realmente um estilo bem multimidia, começou pequenininho e deu uma popularizada boa na cena alt, especialmente nas meninas novinhas, teens e na faixa dos 20 e poucos. É engraçado pq eu acompanho blogs e tumblrs gringos e boa parte das meninas incluiu elementos pastel no look delas ao longo do último ano. Mesmo as que eram mais rock ou goths. Na verdade, eu vejo muita, mas muita referencia à elementos kawaii em determinados segmentos da moda alt atual, pra mim, essa é a década da influencia kawaii na moda alt ocidental!!
    Mas não sei se vc notou que o pastel “roubou” algumas coisas de outros estilos, por exemplo, as presilhas de olho, chifre, a estampa de corpinho de esqueleto foram lançadas anos atrás (uns 5) pela Kreepsville, que é uma marca Psycobilly!! E hoje vc olha pra um laçarote de olho e mal se lembra que aquilo veio de uma brand psyco!
    Eu recentemente fiz uma conta no site lookbook.nu e minha surpresa é que tem muita, mas muita menina lá adepta do pastel e claro, vendo tanto isso, acaba que me influenciou, eu tentei adotar alguns elementos mas alguns eu não consigo de jeito nenhum, como o próprio tom pastel. Cabelos e perucas pastéis são o máximo que consigo usar, roupas de jeito nenhum, mas em contrapartida cruzes, esqueletinhos, creepers, meias calças, acessórios, coroa de flores eu consigo colocar no meu look – vou postar alguns no Diva. Acho que pra mulheres como eu, assim, “mais velhas”, tem que ter muita atitude pra segurar um pastel goth sem parecer uma teenager!!

    • março 5, 2014 7:54 pm

      Obrigada Sana, você como sempre me apoiando!🙂 Realmente Sana, é mais fácil ver referências do estilo em mistura com outros estilos. Assim como vejo mais garotas jovens (quase adolescentes usando). E sim…já havia notado a influência psychobilly, tanto é que quando comprei meus acessórios já pensei no meu lado gothabilly. Rs…Acompanho Kreepsville! A Kamilla Vanilla (que era do HorrorPops já tinha bastante do pastel goth antes do estilo ter esse nome, pintava o cabelo em tom pastel e usava vários elementos do estilo). Era um embrião psychobilly, digamos…Acho legal essas pessoas que antecipam tendências. E uma tendência bem clara do pastel goth é essa influência psychobilly/gothabilly, não só nos acessórios de cabelo, mas nos próprios cabelos, vestidos, os creepers… Enfim, são tantas incorporações de estilo.

      Às vezes a gente vê tal estilo, acaba incorporando coisa ou outra, mas tem coisas que não dão certo para a gente. Embora às vezes a vontade seja tão grande que a gente acaba comprando a ideia, até combina com aquilo, mas não usa (sou mestre nisso). Roupas rosa mesmo claro, eu não consigo, só acessórios. Concordo com você, para mim é bem mais fácil assim como para você, incorporar os acessórios do pastel goth. Quero ver seus looks, você me deixou curiosa! Agora você Sana, acho que deveria esquecer a questão do “mais velha”, basta ser coerente com seus gostos. Seria o amadurecimento do pastel goth.

      • março 8, 2014 2:33 am

        Eu não pesquisei a fundo, de esmiúçar, mas pelo que li até agora faz relativamente pouco tempo que as tintas em tons pastel surgiram, porque antes, quem usava tons pasteis no cabelo precisava misturar tons pra ter o pastel. Talvez essa facilidade de ter uma tinta pronta e acessível já na cor desbotada, ajudou a popularizar o estilo. Pq se dependesse das misturas de tinta, nem todo mundo ia conseguir. Juntando com isso a tendência das perucas kawaii/lolita, eu notei que muita menina tem cabelo “normal” e usa perucas pastel.
        Dizem que a Kerli foi muito importante também na “criação” do estilo, porque ela inventou o tal de “bubble goth” que ela misturava gotico com coisas fofas/kawaii.
        Sim, estas pessoas são incríveis por antecipar tendências!
        Rosa no momento, só meus cabelos (juro, está rosa!!) mais do que isso não dá! Nem tudo dá certo, não porque realmente não dê certo, mas porque já temos uma auto-imagem própria que é difícil de desfazer. É muito mais um conflito interno do que o “não dá certo” de fato. Uma questão de desacostumar o olhar sobre nós mesmas.
        Estou tirando fotos de meus looks já, mas vou postar aos poucos no blog (no Diva), quero ainda achar e fazer algumas coisas, experiências e puxa, acho que eu não me preocupo tanto assim com o “mais velha” na hora do lazer, mas de vez em quando bate um conflito pelo que esperam da gente. É aquela coisa, a gente tem que estar/ser autoconfiante!😉

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Espaços Narrativos

memórias absorvidas por espaços, propagadas por pessoas

jimgoforthhorrorauthor

Horror author. Extreme metal fanatic. Husband. Father.

Não Sou Exposição

Questionamentos sobre imagem corporal, amor próprio, saúde e comida.

vamosparalondres

um autoguia para a minha viagem à capital britânica

A Virgem Boêmia

Entre palavras e cervejas

Dully Pepper24H

Arte pelo Amor, Arte pelo Mundo, Arte pela Paz!

REQUADRO

Just another WordPress.com site

Supernova de Estilos

Um espaço para arte, moda, música, textos e tudo o que for interessante e novo (ou vintage)!

blog da Revista Espaço Acadêmico

Revista Espaço Acadêmico, ISSN 1519-6186 – ANO XVI - Mensal. Conselho Editorial: Ana Patrícia Pires Nalesso, Angelo Priori, Antonio Mendes da Silva Filho, Antonio Ozaí da Silva, Eva Paulino Bueno, Henrique Rattner (in memoriam), João dos Santos Filho, Luiz Alberto Vianna Moniz Bandeira, Raymundo de Lima, Renato Nunes Bittencourt, Ricardo Albuquerque, Rosângela Rosa Praxedes e Walter Praxedes. Editor: Antonio Ozaí da Silva

palavrasecoisas.wordpress.com/

Comunicação, Subculturas. Redes Sociais. Música Digital. Sci-fi

Felinne Criações

Bastidores dos trabalhos, projetos, e vida Felinne ;)

Drunkwookieblog

Porque esperar pelo G.R.R Martin não dá

Lembrar ou Esquecer?

Depois de um tempo...

A CASA DE VIDRO.COM

Portal Cultural & Livraria Virtual. Plugando consciências no amplificador! Um projeto de Eduardo Carli de Moraes.

%d blogueiros gostam disto: